Treinar no Inverno: Missão “quase” impossível!

A estação mais ‘preguiçosa’ do ano chega e, ao chegar, espanta muitas vezes a vontade de treinar e aquele foco com a dieta e nossa rotina! Afinal, quem aí nunca trocou um treino + refeição balanceada por um delicioso fondue de chocolate ou queijo e um bom vinho?!

Bem, como sempre trazemos por aqui é preciso buscar equilíbrio e, quando desequilibrar, basta ter consciência disso e correr para minimizar os impactos o quanto antes! Assim, trouxemos hoje seis pontos ótimos para você lembrar e resgatar o ânimo perdido embaixo do edredom!

1. O seu gasto calórico aumenta
Com a queda nos termômetros o corpo precisa consumir mais calorias para manter sua temperatura próxima ao ideal (em torno de 36 graus) e, com isso, pede pela ingestão de alimentos mais calóricos. Seu organismo está enviando a mensagem que o metabolismo está mais rápido na queima, logo precisa repor o mais rápido possível. Utilizando essa informação, podemos aliar esse gasto calórico extra com uma alimentação balanceada e conseguir melhores resultados na queima de gordura.

2. Academia quase exclusiva
No verão as academias, parques e ginásios ficam bem mais cheios e para quem não gosta de tumultos, filas nos aparelhos, esbarrões nas caminhadas, etc., o inverno traz uma ótima vantagem. Utilize a preguiça alheia em seu favor. Enquanto eles ficam em casa, faça seu treino tranqüilo (a), curta aquela série com intervalos bem organizados, vá para o parque correr, andar… só não esqueça o agasalho, hein?!

3. Combate a depressão e o mau humor
O inverno em muitas regiões traz um sentimento de depressão e tristeza, mas quando você pratica alguma atividade física aumenta a concentração de endorfina no seu organismo, substância responsável por promover aquela sensação de bem estar. Estudos apontam que a endorfina é liberada de 24 a 48 horas após a prática do exercício, por isso é importante manter a freqüência dos treinos, garantindo sempre esse beneficio!

4. Melhoria na qualidade do Sono
Estudos apontam que pessoas que praticam atividades físicas com freqüência (em um mínimo de 150 minutos por semana) dormem melhor e ficam mais atentas durante o dia, comparadas as que não praticam quaisquer exercícios.
Recomenda-se, no entanto, que os exercício sejam praticados no máximo até 02 horas antes de dormir, já que durante a atividade há também a liberação de hormônios que podem dificultar a chegada do sono.

[activecampaign form=3]

5. Melhor sensação durante o treino
Muitas pessoas com sobrepeso sofrem com transpiração excessiva no verão, o que pode causar muito incomodo! Esse fator acontece pois o corpo precisa fazer mais esforço para equilibrar a temperatura interna, sendo assim, com as temperaturas mais baixas transpira-se menos no inverno, o que contribui para tornar o treino mais agradável. Mas é preciso considerar a ressalva: isso não significa que quem está acima do peso deva se exercitar somente no inverno, ok?!

6. Sedentarismo, check out!
Passar a maior parte do tempo sem fazer exercícios ou se movimentar acaba com o seu condicionamento. Um fato que não consideramos, mas pode ser grave é o sedentarismo, uma doença que pode gerar muitas outras e, por isso, proteja-se o ano inteiro! Especialmente no inverno fique ainda mais atento (a) para não entrar de corpo (e alma!) no Time do Debaixo das Cobertas!

Bem, com essas dicas em mãos, organize a sua troca de treinos com nossa equipe e vamos enfrentar o inverno da melhor maneira possível!

Abraços aquecidos da equipe Biotreino!

personal trainer