Trabalho, escola, faculdade, família, vida social..a vida moderna anda tão agitada que têm sido cada vez mais difícil para muita gente encontrar tempo para ir à academia. E é por isso que, treinar em casa, é cada vez mais uma alternativa viável para manter a forma.

Treinar em casa ou no espaço fitness do próprio condomínio, com certeza traz muito mais comodidade e conforto na hora de fazer exercícios. Porém, para que este treinamento funcione é preciso ficar atento a alguns aspectos importantes para evitar armadilhas e erros que te impeçam de obter os resultados desejados , aumentam as chances de lesões e te puxem para o buraco negro da desmotivação. 

1.  Faça uma agenda

 Treinar sozinho exige mais disciplina, foco, força de vontade e dedicação do que fazer atividades em grupo. Porém, tudo é uma questão de adaptação e fixação de hábitos. É importante ter uma agenda programada, com dias e horários determinados para realizar as atividades. Se você deixar para treinar somente quando tiver tempo, sem um horário reservado para isso, com certeza vai perder a disciplina. Algumas pessoas funcionam melhor logo cedo, ao acordar, outras à noite. Escolha qual o melhor horário para você!

2.  Atenção ao ambiente

O local que pretende realizar suas atividades também deve ser definido com alguns critérios. Se for realizar na sala de casa, no escritório ou no quintal é importante preocupar-se para manter este ambiente adequado para a prática de exercícios. Opte por um local arejado, com boa circulação de ar, com um espaço livre suficiente para não ter riscos de acidentes ou obstáculos que podem te atrapalhar. Se for realizar no quintal ou ao ar livre, lembre-se que pode chover e deve-se ter sempre um plano B. Evite sol, muito calor ou temperaturas muito baixas. Condições adversas podem prejudicar seu desempenho e colocar sua saúde em risco.

3.  Se liga

Não é porque vai treinar em casa que vai fazer seus exercícios de pijama, de chinelo ou calça jeans. Vestimentas inadequadas prejudicam a mobilidade, a transpiração e podem até aumentar o risco de lesões, sem contar que também podem influenciar negativamente no aspecto motivacional. 

A dica é: na hora do treino, coloque seu par de tênis e uma roupa adequada como se fosse para uma academia. Parece bobeira, mas além de maior conforto para os treinos, também  ajuda a manter a disciplina e o foco no treinamento. 

4.  Desconecte-se

Um dos maiores problemas de praticar exercícios em casa é o fato de estar disponível e acessível a qualquer momento. Familiares, amigos, vizinhos ou até o telefone podem ser influências negativas na hora do seu treino. Uma simples interrupção pode ser a desculpa que estava esperando para abandonar seus exercícios ou fazer pausas não programadas que atrapalham a intensidade das atividades. Portanto, desconecte-se, lembre-se que esse momento é seu, encare como se tivesse em uma reunião importante ou tomando banho. Se o telefone tocou ou tem alguém te chamando, fale que retorna em alguns minutos. 

5.  Motivação da música

Quem não gosta de uma boa música para dar aquela motivada na hora de suar a camisa? Alguns estudos demonstram que treinar ouvindo música melhora o desempenho em até 15%. Portanto, faça uma ​playlist animada e dê aquela turbinada nos seus treinos em casa colocando o som com a batida e ritmo adequados para dar aquele ​up​ na sua atividade. 

6. Invista na alimentação

 ​Quem pretende conquistar resultados com treinamento físico, seja para o emagrecimento, ganho de massa muscular, melhoria do condicionamento físico ou até mesmo aumento da qualidade de vida, não pode ignorar o fato de que a alimentação interfere diretamente neste processo.

Aplicar na prática uma dieta equilibrada, com os três macronutrientes – carboidratos, proteínas e gorduras – bem distribuídos nas diferentes refeições diárias, é essencial para uma boa resposta do organismo. Além da qualidade e tipos de alimentos também é fundamental preocupar-se com quantidades de porções e calorias ingeridas. Não existe milagre! Dedicar-se somente ao treinamento e abrir mão de uma dieta adequada vai promover pouco ou nenhum resultado e causar desmotivação. 

personal trainer

7.  Nem 8, nem 80

 ​É comum em pessoas que são sedentárias e fora de forma, quererem alcançar resultados em pouco tempo, acreditando que fazer atividade física, duas horas por sessão, todos os dias da semana, as levarão à emagrecer ou ganhar músculos em pouco tempo. 

Também existem pessoas que acreditam que fazendo o mínimo de esforço, com pouquíssimo tempo de dedicação aos exercícios, já estão fazendo demais, afinal, pra quem estava parada, qualquer coisa está bom, não é mesmo?

Acontece que não é bom ser oito e nem oitenta… É preciso de regularidade e bom senso na hora de fazer exercícios. Quem começa com quase nenhuma dedicação ou se dedicando ao extremo, tem muita chance de abandonar o treinamento em poucas semanas. O mais importante para quem está começando é a consolidação da atividade física na rotina, ou seja, criar o hábito. Invista na regularidade e evolução gradual, pois é o que mais vai te ajudar a médio e longo prazo. 

8.  Use a estratégia

 ​Um dos principais erros que levam ao fracasso de um programa de exercícios é realizar atividades sem um plano estratégico para uma evolução. É fundamental identificar o nível atual, definir o que queremos com o treinamento e principalmente que caminhos serão percorridos para chegar até lá. 

Os objetivos de um treinamento interferem desde os tipos de exercícios mais adequados, até nas quantidades e intensidades que serão aplicadas. Saber o que se pretende com um programa de treinos e ter um plano de ação com metas realistas e bem definidas fazem toda a diferença para conquistar resultados.

9.  Respeite a sua individualidade

É muito comum até mesmo dentro das academias, copiar treinos de amigos, pessoas famosas ou de alguém que tem um físico que admira é um dos principais erros que pode cometer. 

Lembre-se que ninguém possui exatamente o mesmo nível de condicionamento físico, força, resistência ou capacidade cardiorrespiratória. Além disso o histórico de atividades, e a estrutura física e genética de cada um são bem diferentes. Existe um princípio do treinamento físico chamado ​individualidade biológica​, que basicamente diz que cada pessoa ​possui uma estrutura física e psicológica individualizada ou diferenciada, o que sugere que cada um de nós seja um ser único. O princípio da individualidade biológica diz que cada organismo reage de forma diferente ao mesmo estímulo aplicado, gerando adaptações específicas.

Copiar exercícios do ​Instagram ou do ​Youtube​, só porque tem uma pessoa sarada fazendo, não significa que vai te proporcionar o mesmo resultado ou que aquela atividade é a mais adequada para você neste momento.

10.  O Segredo do sucesso

Certamente essa é a principal e mais importante dica para quem pretende fazer atividade física em casa: ​procure ajuda de um profissional! 

Quando você vai reformar a sua casa ou consertar o seu carro você não procura por um profissional para te ajudar? Então porque algumas pessoas insistem em fazer tudo por conta própria quando se trata da sua própria saúde ou do seu próprio corpo? 

Exercício físico de qualidade, com uma programação planejada, quantidade e intensidade controladas, com execução de movimentos corretos são os fatores que farão a diferença entre o sucesso e o fracasso, a evolução ou uma provável lesão. 

Ter um ​Personal Trainer disponível para te ajudar nisso não é um serviço barato e acessível a qualquer pessoa, ainda mais quando falamos de profissionais conceituados e de qualidade. Porém, hoje, com a ajuda da tecnologia, já é possível ter esse mesmo tipo de acompanhamento na tela do seu celular, com um custo até 20 vezes menor.

personal trainer

Artigo escrito por Bruno Bartholo